quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Jesus e o Feminismo

As teorias acerca da possível companheira do Messias foram difundidas ao longo da História, inclusive em referências nos próprios evangelhos.  

O grande mote para esta conspiração aparece na pintura de Leonardo Da Vinci, "A última ceia", encomendada ao artista pelo duque de Milão, Ludovico II, de forma a decorar o refeitório do monastério dos padres dominicanos de Santa Maria delle Grazie. 

O quadro representa um momento fulcral do Evangelho de João, quando Jesus anuncia que um dos discípulos o trairia. 

Da Vinci, uma das figuras máximas do Humanismo, dotado de conhecimentos em anatomia, entre as mais diversas áreas, reproduz de modo excecional as reações das várias figuras. ´

A grande particularidade da imagem reside na figura à direita de Jesus, identificada como João. As vestes de todos assemelham-se e alguns discípulos apresentam o cabelo comprido, porém a pessoa do lado direito ao de Cristo denuncia caraterísticas femininas, como um rosto mais fino do que os restantes. 

Fonte: http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2012/03/santa-ceia.jpg


Assim sendo, os estudos apontam para o aparecimento de uma outra personagem a ocupar o lugar de João, Maria Madalena. Embora ela tenha ficado conhecida como "a prostituta" (https://cantosuperiordireito.blogspot.pt/2016/09/5-motivos-pelos-quais-devemos-ler-biblia.html), não existem indícios concretos na Bíblia para tal confirmação. 

Fonte: http://imgsapp2.correiobraziliense.com.br/app/noticia_127983242361/2014/11/10/456916/20141110162931541796e.jpg


As informações preservadas indicam que Maria Madalena seguiu Cristo e tendo em conta que  há um evangelho da sua autoria, presume-se que também ela fosse um dos discípulos. 

A ocultação de tal categoria poderia estar relacionada com a inferioridade atribuída ao género feminino, que começa desde logo na Bíblia. 

Segundo as investigações da área, o mistério do Sant Graal (Sangue Real) não passaria pela localização do cálice onde Cristo teria bebido pela última vez nesta cerimónia, mas pela identificação do filho de Jesus Cristo e Maria Madalena


Caso a figura à direita de Jesus passasse para a sua esquerda.



Após a crucificação, Maria Madalena teria partido para França, tentando assim escapar aos que tentariam aniquilá-la e encobrir para sempre a revelação. 

No país, Maria Madalena teria encontrado proteção e daria seguimento às doutrinas de Cristo, encarnando a figura principal da Igreja Católica


***

A História faz-se também de teorias, mais do que se imagina, por isso interpretá-la é um exercício de cada um. E na verdade, por que não podemos encarar que Jesus Cristo como homem tivesse escolhido uma companheira, a tivesse agregado aos seus próximos e a elegesse sua representante, sendo precursor do feminismo?


Escrito por Mariana Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário