terça-feira, 6 de setembro de 2016

Manhãs sepulcrais


Fonte da imagem de base: https://img.buzzfeed.com/buzzfeed-static/static/2015-01/29/9/enhanced/webdr01/enhanced-11309-1422543528-19.png



Que as mães são extraordinárias já todos sabemos. Quer dizer, há uma parte do dia em que os níveis de extraordinariedade delas descem significativamente: as manhãs. 

Sim, estou a falar para ti ... Tu que acordas com o barulho da janela do teu quarto a deslizar, repentinamente, num som cortante. O som que corta os sonhos, o sono e a esperança de ficar só mais cinco minutos. Enfim, corta a alma. 

A tua vontade era levantar-te e perguntar (também num som pouco modesto):


- MAS POR QUE MOTIVO FIZESTE ISSO????


Não vale a pena... Só te vai sair o clássico «ó mãããããããããe», ainda enferrujado, três tons abaixo da tua voz normal, com os olhos selados de remela e baba nos cantos da boca. 

Bem, mas o que importa é que, qualquer que seja a tua reação, a resposta será só uma. A derradeira frase:

- É só para arejar.


Depois de arejado o quarto, também é importante passar um espanador nos móveis... 


- É só para tirar o pó que tem à superfície!

- Mas para quê????? Depois eu faço isso!!

- Oh! É num instante...


Pronto, até aqui tudo bem... Ainda dá para retomar o sono e tal... Está desculpada!


Ups, agora é o teu pai! Ligou o diário da manhã (no volume 30) para apanhar as notícias fresquinhas! E agora adicionou o barulho do microondas! Estás a atingir o ponto de ebulição, quando a tua mãe deixa o espanador do pó para ir à cozinha armar uma discussão sem fundo com o teu pai:


- Estão mas, diabético como tu és, e estás a comer isso???

- Olha, olha! A polícia tinha de vir aqui ver o que eu estava a fazer! Deixa-me em paz, vai à tua vida!

- Vai à tua vida??? Então ainda ontem comprei isso e já vai a meio!!! Que desgoverno é esse???

- Olha pronto!

- Realmente, não se pode ter nada nesta casa! Uma pessoa não pode ter nada! Comem tudo!


E ficam ali numa rixa que não vai para trás nem para a frente. Para obter a sentença, o teu pai decide ir ao teu quarto expor o caso:


- Já viste a tua mãe???????? Só anda bem atrás de mim para me azucrinar a cabeça!!!!!!!!!!!!!



Então não vi! Estou a ver tudo desde que a janela se abriu e cortou o silêncio sepulcral que existia... 

O outro é que tinha razão, «a ternura dos 40 (50 *cof cof*) não tem conta nem medida»!



Menos mal. O teu pai saiu para o trabalho... Fez barulho a puxar pelo motor do carro, mas já lá vai... Só ficou a tua mãe, mas ela também está quase a ir embora. É agora! Agora é que vai ficar tudo como estava!!


- Olha a chave fica ali, não te esqueças!

- Tá bem.

- Lembra a tua irmã que os bifes para o almoço estão no frigorífico! 

- ...

- Estás a ouvir?

- TÁ BEEEEEEEEEEEEEEMMMM!!!!!!!!!!!!!

- Bem, vamos lá a ver como é que estás a falar para mim!

- ... 


É agora! É agora! Graças a Zeus, já se foram todos embora! 


Esperem... 


Estou a ouvir um barulho... 


Parece que estão a ligar uns fios à tomada... 


Será que...?


Não pode ser!


Não! Por favor! Por favor... 


NÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOO!



(Ouve-se o barulho do aspirador.)





Escrito por Susana Ferreira.

Sem comentários:

Enviar um comentário