terça-feira, 27 de setembro de 2016

«Kill your friends»

Fonte: http://cdn.collider.com/wp-content/uploads/2016/02/kill-your-friends-movie-poster.jpg



"Failure is a lonely rapist hiding in the bushes."


Esta é a premissa que move John Niven. Ele abomina sequer pensar em ser um perdedor.
Em primeira pessoa, narra-nos a sua trajetória de altos e baixos como produtor musical da editora A&R.

John mostra-se um exímio estrategista e agarra a corda sempre que se vê quase no fundo do poço.



Para sobreviver e ascender no meio, o protagonista finge, manipula, incrimina e... MATA!


Fonte: https://67.media.tumblr.com/92b29e88f52b35531e33cc32ab2d09f4/tumblr_inline_ntmb86I9xh1r3m74k_540.gif


Sempre fazendo-nos seus recetores, afirma claramente que pouco do que ouve, posteriormente lançado, é lixo. No meio da outra parte está algo realmente bom e inovador, que ele só descobre quando alguém mais atento e entendido, o traz à tona.


Fonte: https://67.media.tumblr.com/92b29e88f52b35531e33cc32ab2d09f4/tumblr_inline_ntmb86I9xh1r3m74k_540.gif




Em suma: encontrar algo que seja do agrado do público, dar-lhe a imagem certa, encontrar um talento que empreste a sua voz, contratar um coreógrafo. E eis que surge, por exemplo, uma Britney Spears. 


O grande risco de John não é ser descoberto pelos seus crimes ou ser afastado do cargo que ambiciona. O perigo é o facto de os seus "discípulos" terem aprendido com ele como se faz.




Escrito por Mariana Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário