quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Perturbação Obsessivo-Compulsiva


Fonte: http://cdn1.mundodastribos.com/579256-A-mania-de-limpeza-e-organiza%C3%A7%C3%A3o-%C3%A9-caracteristica-de-quem-possui-TOC.-Foto-divulga%C3%A7%C3%A3o.jpg




Quando dos encontros com as minhas primas, além dos habituais devaneios, ocupamos as noites com conversas sobre as temáticas da área de cada. A Inês, que é estudante de Psicologia, esteve há dias a falar-me acerca da POC (Perturbação Obsessivo-Compulsiva)*. Considerei ser um assunto pertinente para vos trazer. 

*No Português Europeu utiliza-se este termo; no Português do Brasil usa-se Transtorno Obsessivo-Compulsivo. 


Trata-se de uma perturbação crónica, caraterizada pela existência de obsessões que ocupam a consciência de um indivíduo de forma repetitiva e lhe provocam ansiedade. Estas são seguidas das chamadas compulsões, atos que tem como objetivo reduzir ou prevenir os efeitos das primeiras. 




  • Atentem nas obsessões mais frequentes e respetivas compulsões para perceberem melhor: 


A Ordenação está relacionada com a necessidade de arrumar e ordenar. Os indivíduos repetem a ação até que sintam que está bem feita e que tudo está devidamente ordenado. 

Entre os famosos: Para chegar ao estúdio onde gravava O Aviador, Leonardo DiCaprio fazia um caminho específico, de forma singular. Se errasse, refazia o trajeto novamente. 


A Contaminação envolve preocupação extrema com a limpeza. Na maioria dos casos, os indíviduos repetem inúmeras vezes o ato de lavar as mãos após cada tarefa. 

Entre os famosos: Megan Fox não frequenta casas de banho públicas com receio do contacto com germes. António Raminhos tinha o hábito de lavar as mãos várias vezes (foi-lhe diagnosticada uma POC aos 21 anos, controlada depois com a ajuda de psicofármacos e terapia).


A Dúvida Patológica ocorre devido ao temor de uma consequência provocado pelo descuido. Como exemplo, está o facto de as pessoas se certificarem várias vezes se uma porta está efetivamente fechada. 

Entre os famosos: Jennifer Love Hewitt não consegue dormir sem verificar se as portas dos armários de cada divisão da casa estão fechadas. 



O vídeo seguinte mostra claramente como acontece cada uma delas. 

(Ativem as legendas do vídeo, não estão perfeitamente corretas mas permitem compreender as ideias gerais.)





O importante é estarmos atentos ao nosso comportamento. O tratamento da POC pode ser feito através de psicofármacos ou, sempre o mais aconselhável, psicoterapia. 



Escrito por Mariana Pinto
Acompanhamento científico de Inês Monteiro, estudante de Psicologia na 
Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve

Sem comentários:

Enviar um comentário