segunda-feira, 20 de junho de 2016

Eu sei o que NÃO fizeste o verão passado!

Todos os que tiveram a experiência de elaborar uma tese, monografia ou outro/a, viram passar o verão daquele ano pela janela da secretária onde permaneceram dias a fio. Certamente, se identificarão com as seguintes situações: 




 Ir à praia/piscina

É claro que demos as nossas escapadelas, de outra forma o tédio absoluto tomaria conta de nós. Contudo, as horas estavam contadas, e a pressão falava alto! Pegar mil vezes no telemóvel e ver se a/o orientador/a enviou uma sms ou um email, quem não?









➜ Passear/Estar na esplanada

Os amigos tinham o precioso dever de nos tirar de casa e fazer espairecer. Nos primeiros dez minutos, bebidas, conversa, sol... e depois, a TESE! A consciência não nos dava descanso:









➜ Colocar séries em dia

Confessemos, em relação às séries, as engenhosas manobras permitiram que não acumulássemos episódios. Entre um parágrafo e outro lá se via mais um episódio de Game of Thrones. Porém, ser como dantes e assistir a duas temporadas num dia é que já era impossível!









➜ Ir a um festival

Algo inevitável, o ano da TESE foi aquele em que esteve em Portugal, o cantor ou a banda que tanto ansiávamos ver. Na verdade, conseguíamos até imaginar o momento em que em pleno concerto, o/a orientador/a nos ligaria:

- Então, já concluiu o capítulo? 
- Gostaria de ver consigo algumas reformulações que fiz na parte x.










➜ Aproveitar as festas da aldeia/vila/cidade

Era muito bom se fosse verdade! Estamos em agosto, há uma TESE para rever e ser aprovada pelo/a orientador/a. A não ser que a queiramos entregar no ano seguinte e continuar a ser um bicho da caverna até lá -.-







Aposto que gostariam de repetir este verão tão dinâmico e sobretudo, relaxante :D Ora, é caso para dizer: formação, a quanto obrigas!


Escrito por Mariana Pinto

2 comentários: