quinta-feira, 12 de maio de 2016

Sonhos parvos

Ilustração de Rita Lopes


Por norma, os meus sonhos são ou demasiado parvos para eu me lembrar deles ou demasiado overwhelming para eu não me querer lembrar deles. Mesmo assim, os sonhos de que mais me recordo são, efetivamente, os de quase-morte

Este tipo de sonhos podem ter cenários diferentes (guerras, massacres, entre outros) mas acabam sempre da mesma forma: alguém a disparar sobre mim. Ainda que seja atingida pelos diversos e sucessivos disparos, não consigo morrer. São experiências muito extenuantes porque, antes dos tiros, há uma perseguição. Geralmente, consigo escapar até ao último segundo (fico até admirada com as minhas capacidades de fuga) mas, no fim, aparece sempre alguém, ''do lado negro da força'', para me aniquilar. 

Depois de estudar um pouco de Sartre, percebi que, quando a mente está desvinculada da realidade, isto é, quando está presa numa vida imaginária, não consegue produzir imagens tão exclusivas como as da nossa própria morte, por isso mesmo é que acabamos por acordar de rompante. 

Mas qual será o significado deste tipo de sonhos? Ao longo do tempo, a minha curiosidade ficou mais desperta, devido à frequência com que os tenho. Se souberem, escrevam nos comentários aí em baixo ;) Será que os sonhos têm mesmo algum significado??

Outro clássico deste meu mundo onírico é, sem dúvida, aranhas. Eu não tenho fobia de aranhas... Lido bem com as pequenas, com as de porte médio (médio-pequeno, vá) e com as escanzeladas. As escanzeladas são estas (peço desculpa aos biólogos que possam estar a ler este post):

Fonte: http://i.imgur.com/s8qU89R.jpg

Hesito muuuuito com as gordas, felpudas e peçonhentas (sinto muito nojo), no entanto compreendo e apoio a sua existência no Planeta Terra! 


Fonte: https://atouchofbluemarine.files.wordpress.com/2014/09/tumblr_mqn6sgiz7b1s0y1dco1_500.gif?w=560


As aranhas estão muito associadas a um arquétipo pueril de medo, medo da mordedura ou nojo. Talvez seja por isso que sonhe, frequentemente, com aranhas a percorrer o meu corpo. Ou talvez seja por ter visto o filme Arachnophobia demasiado cedo (com seis anos, penso eu). #thuglife 


Lembro-me demasiado bem das cenas deste filme. 



Já agora, deixo-vos só um conselho: antes de entrarem na banheira, olhem para todos os cantos. Não têm de agradecer. Ah! Antes de irem dormir, também! Ah! E na roupa que apanham do estendal! Agora sim, podem ir à vossa vida ... Ou continuar a ler este post sem nexo.

Fonte: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/91/de/28/91de289356400bb9d70d359289278e93.jpg


Mas nem só de sonhos maus vive o homem (neste caso, a mulher)!

Já sonhei que tinha conhecido a Beyoncé! Ela veio, simplesmente, a minha casa fazer-me uma surpresa. 


Fonte: http://ell.h-cdn.co/assets/cm/15/01/54a7648407bec_-_bey6.gif

Acho que o diálogo foi mais ou menos este:
Eu: Olá Beyoncé! Estás aqui!?!?!?!? Como assim? (já a brotar aquela lágrima)
Beyoncé: Olá Susana! Vim fazer-te uma surpresa porque hoje é o teu aniversário!

Abraçámo-nos (super amiguitas) e acho que fomos tomar um chá! E sempre em Inglês fluente! Nos sonhos eu não tenho vergonha de falar Inglês com ninguém. 

Depois de tamanha criatividade, pensei «Não fazes outro sonho como este!». Mas voltou a acontecer! Hoje sonhei que tinha conhecido a Jessie J +.+ 


Fonte: https://img.buzzfeed.com/buzzfeed-static/static/2014-08/26/13/enhanced/webdr08/anigif_enhanced-17821-1409074138-30.gif


Tive uma fase em que adorava a Jessie! Apesar de o último álbum dela não me ter prendido como os anteriores, continuo a achar que ela tem muito potencial. 


No que diz respeito à Jessie, acho que o diálogo foi mais ou menos este:
Eu: Olá Jessie! Estás aqui!?!?!?!? Como assim? (já a brotar aquela lágrima)
Jessie: Olá Susana! Vim fazer-te uma surpresa porque hoje é o teu aniversário!


Que pobreza de diálogo! Onde é que está o guionista dos meus sonhos?? Alguém tem de o despedir!


E vocês? Quais foram os sonhos mais estranhos que tiveram?





Escrito por Susana Ferreira.

Sem comentários:

Enviar um comentário