segunda-feira, 30 de maio de 2016

Personagens favoritas


Fonte da imagem base: https://financesonline.com/uploads/2014/04/tvshows.jpg


Hoje decidimos escolher três personagens de ficção (no que diz respeito aos TV Shows) de que mais gostamos. Aquelas que nos cativam (ou cativaram) com a sua irreverência, coragem e humor ou que, simplesmente, nos sentimos identificadas. Fiquem desse lado ;)



Sónia

1. Callie Torres, Grey's Anatomy

Ao longo destes anos todos que a série está no ar, sempre me identifiquei com a Callie: mulher trabalhadora, que faz tudo pelos outros, romântica e sonhadora que quando ama, ama m-e-s-m-o. Tem sofrido muito ao longo da série (esta Shonda pá!) e, por isso mesmo, podia, facilmente, vitimizar-se e jogar esse papel... Mas não, sempre chutou a bola para a frente.
Nos últimos episódios desta season não gostei da sua atitude, mas, lá está, só quem ama como ela é que larga tudo e vai viver noutro país com a namorada. Um pouco irracional, porém legítimo.
Além de que tem um grande sentido de humor, na minha opinião!


Fonte: https://pt.pinterest.com/pin/519251032006995640/


2. Charlotte York e Samantha Jones, Sex and the City

Metade de mim é a Charlotte e a outra é a Samantha. Identifico-me com a primeira pelas mesmas razões que referi acima; é uma "cópia" da Callie, mas numa versão mais dramática e, por vezes, mais irritante, uma vez que é a menina perfeita que nunca erra. É aqui que entra a Samantha, uma mulher que faz tudo o que quer, que se está a borrifar para o que os outros pensam dela e que não tem tabus nem vergonhas a falar de sexo. 






3. Brienne of Tarth, Game of Thrones

A série é genial mas as personagens femininas são mais. A Brienne é A badass cá do sítio! Mesmo sofrendo de bullying (para sermos simpáticos) por parte de, essencialmente, todos os homens que a vêem, nunca baixa os braços e dá muitas chapadas sem mão! Além de que é extremamente leal e nunca desiste daquilo que procura. 


Fonte: http://gameofthrones.wikia.com/wiki/Brienne_of_Tarth


Susana 

1. Carol e Michonne, The Walking Dead 

Fonte: http://gamehall.uol.com.br/v10/wp-content/uploads/2016/02/carol.jpg
Fonte: http://www.weapons-universe.com/zombie-weapons/michonne.jpg


Em The Walking Dead, as personagens, na minha opinião, são quase todas muito ricas. No entanto, as que assinalei destacam-se pela força, coragem e pela capacidade de tomar decisões difíceis, de forma rápida. Elas fazem o que precisa de ser feito. São verdadeiras sobreviventes. A Carol está na série desde a 1.ª temporada e o seu percurso é extraordinário: se, no início, víamos uma mulher oprimida (vítima de violência doméstica) e indefesa, agora estamos perante uma heroína. Estratega, inteligente e implacável quando tem uma arma na mão. 

A Michonne apresenta-se, desde cedo, como uma guerreira. Domina o sabre e não perdoa uma ameaça. É interessante ver como esta personagem, um pouco fria no que concerne aos sentimentos, baixa a guarda e desenvolve o seu lado afetivo quando entra no grupo liderado pelo Rick. 


2. Patrick Jane, The Mentalist

Fonte: http://static.comicvine.com/uploads/original/14/144443/3174437-6001607960-simon.jpg

Eu adorei esta série (como se pode ver aqui --> https://cantosuperiordireito.blogspot.pt/2015/12/tea-its-like-hug-in-cup.html). O Jane era absolutamente encantador! Ficava sempre curiosa com o truque que ele ia fazer a seguir.


3. Elliot Alderson, Mr. Robot


Fonte: https://tribzap2it.files.wordpress.com/2015/09/rami-malek-elliot-mr-robot-usa.jpg

Esta é uma personagem diferente do que estava habituada. Também já vos falei dela aqui. O próprio espetador entra na esquizofrenia de Elliot e duvida da realidade. Essa espécie de jogo fascinou-me e, como tal, estou muito entusiasmada com a 2.ª temporada que estreia no dia dos meus anos (que cordialidade!) +.+


Mariana 

1. Poussey Washington, Orange Is The New Black


Fonte: https://36.media.tumblr.com/09a5bfe1dab4ab5dedd8b158fad5e175/tumblr_n6s1oxTWX81qiba52o5_500.png

Dentre as prisioneiras de Litchfield, a Poussey é sem dúvida a minha favorita. Em grande parte, porque ela é o tipo de pessoa que eu desejaria ser: naturalmente feliz. 
Washington consegue combater as relações mal-sucedidas, o amor não correspondido e o preconceito de que é alvo com o seu carismático sorriso e o bom feeling em relação a tudo (Invejo também muito a sua fabulosa dentição *.*)


2. Lisa, Rebelde Way


Fonte: ehttp://fotos.sapo.pt/0I7nIREECa90ZHZ44tLV/

Não sei se se recordam desta telenovela juvenil. Passou há alguns anos na Sic. A história girava em torno de um colégio interno, constituído por diferentes tipos de jovens. 
A Lisa era uma das protagonistas. Como a própria imagem comprova, ela tinha uma atitude e também um comportamento um tanto desviante do que era esperado de uma aluna daquele tipo de instituição. Ela revelava-se a verdadeira rebelde, pronta a cometer loucuras, que tinham como único objetivo chamar a atenção dos pais, que estavam divorciados. A acrescentar a esta faceta, a Lisa mostrava ainda um lado bondoso (abrigando, às escondidas, um miúdo de rua) e um sentido de humor muito característico (o sotaque portuense da atriz aprimorava este traço :D). 



3. Hugo, Hugo (programa infanto-juvenil)


Bem, que saudades do Hugo. Este jogo, que era transmitido através de um programa na RTP 1, é uma das boas recordações da minha infância. Engraçado que ao ver o vídeo acima, relembrei o motivo de esta personagem se ter tornado um marco (sentíamos que estávamos no jogo do Hugo, e mais, que ele era real +.+)





"É tramado, mas este jogo está acabado."


Canto Superior Direito. 

Sem comentários:

Enviar um comentário