segunda-feira, 11 de abril de 2016

Death Note

Fonte: https://worldanime360enix.files.wordpress.com/2012/05/738death_note_wallpaper_.jpg

Anime? Nunca na minha vida!!! 


Até ao dia em que vi =D 



Sem ser aqueles clássicos de criança (as Navegantes da Lua, o Doraemon, o Shin Chan, entre outros), nunca me tinha interessado por histórias deste tipo... Quando éramos crianças, detestávamos ver filmes com «pessoas»... Por outro lado, quando somos adultos, ganhamos uma certa intolerância à «bonecada». Mas, na verdade, ser adulto é uma maçada. Por isso, deixei-me levar pelas forças que me empurravam «Tens de ver! É tão fixe!». Okkkkkkkkkkkkkk, vamos lá puxar um banquinho e ver, então, os bonecos. Bonecos?????????!!! Bonecos não! A-N-I-M-E!! Que ultraje! 

Decidi ver algo que já me tinha chamado à atenção... O Death Note

E se tivessem um caderninho mágico que mata pessoas? Muito estranho? Para Light Yagami, não! A verdade é que este jovem, muito bem parecido, por sinal (calma, ele é apenas um desenho extremamente bem executado), quer ser o salvador da humanidade, aniquilando pessoas que, de alguma forma, infringiram a lei. O programa deste herói é «limpar» a sociedade, ou seja, eliminar qualquer tipo de maleficência. Mas será assim tão fácil e linear? Não. A verdade é que Light se deixa levar pelo poder e transforma-se num temível e inteligentíssimo serial killer


Fonte: http://i1.kym-cdn.com/entries/icons/original/000/008/610/Death_Note.jpg


A polícia junta-se a L para identificar o criminoso que anda a atormentar o Japão, iniciando-se, assim, um jogo do gato e do rato interminável. 


Fonte: http://www.sitedeimagens.com/imagens/diversas-l-imagens-death-note-26.png

Sei que este anime tem cerca de 37 episódios... Vou no vigésimo oitavo, por isso nada de spoilers!! Contudo, estou a gostar muito! O jogo psicológico está ao rubro e eu gosto disso! =D Acho que vou puxar o banquinho mais vezes para ver os bonecos... Ups, anime... Era o que queria dizer! ;) 



Escrito por Susana Ferreira. 


Sem comentários:

Enviar um comentário