sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

A identidade de -A

Sei bem que estou atrasada (a segunda parte da sexta temporada já começou), mas não poderia deixar de me pronunciar sobre o assunto que se tornou motivo de insónias (quem não formou a sua teoria?). 
Tal como muitos de vós, também eu me tornei uma ávida fã de Pretty Little Liars.

A história gira em torno da procura pela identidade de "-A", personagem que ameaça um grupo de amigas, após a líder ser misteriosamente assassinada. A certa altura, percebemos que afinal não existe apenas um/a "-A", ... e depois, todos são suspeitos e...

(Fonte: https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTlFyinJbujsR0WzFIO-LU-A43syUYu_0LoC7t70WMChKMGGLga5xuhphc)


Sim, a série é tudo isto, ou seja, contém todos os ingredientes chave, contudo, espantem-se, é também bem mais. O encadeamento de cada plano de "-A" foi muito bem engendrado e a eleição de certos pormenores (referências literárias e musicais, entre outras) revelam inteligência (JÁ ATENTARAM BEM NOS ESCRITORES E PRODUTORES DA SÉRIE ?? Sim, isto é gente que sabe muito !!!

(Fontes: http://cdn3.thr.com/sites/default/files/imagecache/300_portrait/2013/04/oliver_goldstick_a_p.jpg
http://prettylittleliars.alloyentertainment.com/files/2013/10/joseph-dougherty.jpg



     A comprovar a qualidade da série está a revelação da enigmática personagem “-A”. 


(Fonte: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/cb/79/17/cb7917ea387eda92895ca8965b28cca8.jpg)


Obviamente que a trama que envolve esta figura não apresenta um fio condutor perfeito, existindo aspetos que não se enquadram na história (os erros temporais, por exemplo).
Não adio mais, estes são, na minha opinião, os pontos fulcrais a destacar na revelação de "-A": 


  • (NÃO ME CRITIQUEM, NÃO ME OFENDAM, NÃO ME ESPANQUEM) A escolha da personagem para ser "-A" foi genial. Cece Drake aparecia e desaparecia constantemente. Qual o motivo porque nunca nos questionamos sobre de onde ela tinha vindo, onde estava a família dela. Muito bem, ela era amiga da Alison, namorada do Jason, mas e o resto. Não sabíamos nada mais sobre ela, e a verdade é que nunca tivemos curiosidade em saber. Por isto, sim, foi incrivelmente impactante perceber que "-A" esteve sempre diante dos nossos olhos e nunca a desmascarámos. (QUANDO A CÂMARA FOCOU NA CECE, NÃO VOU MENTIR, O MEU CORAÇÃO BATIA A MIL!!!)

Fonte: http://i0.wp.com/tvafterdark.com/wp-content/uploads/2015/08/PLL-6x10-CeCe-is-A.jpg


  • Certo, a série valeu-se da transexualidade como explicação para toda a trajetória da personagem. Muitos fãs referem que esta foi uma opção previsível, e tal como em relação à identidade, também sobre este aspecto se sentem defraudados. Mas pensemos nas cenas do pequeno Charles amedrontado e deixado no Radley. Elas permitem compreender a crueldade que se apoderou desta pessoa, que desde criança foi discriminada pelo pai, o qual não aceitava o facto de o filho pertencer ao sexo oposto. 

(Fonte: https://38.media.tumblr.com/a625a2887b3ed4be16689e66dc5f6a24/tumblr_nxb7rluAaT1rvq9xoo1_500.gif)



(Fonte: http://prettylittleliars.alloyentertainment.com/files/2015/08/i-love-you-charlie-pll.gif)


  • A personalidade de "-A" correspondeu ao esperado. Os atos hediondos conjugaram perfeitamente com a personalidade transtornada, percebida nas expressões temíveis e no discurso perturbado. Assim, seria expectável que a personagem tivesse preparado um final atroz, o que não se verificou. Um dos momentos que mais me desagradou: assistir a uma rendição fácil, ao invés de a uma "luta sangrenta". 


(Fonte: http://prettylittleliars.alloyentertainment.com/files/2015/08/game-over-charles.gif)



Espero ter-vos feito olhar para certas situações por outra perspetiva. E agora, vamos todos aqui admitir: já começámos a ver a segunda parte da sexta temporada e ansiamos pelas terças feiras para ver mais um episódio. Entrámos no círculo, não há hipótese, ele é vicioso ;)

Escrito por Mariana Pinto

Sem comentários:

Enviar um comentário